sábado, 10 de outubro de 2015

E agora José? Carlos Drummond de Andrade


De súbito, lembrei-me deste excelente poema de Carlos Drummond de Andrade, musicado por Paulo Diniz. É a imagem de muitos Josés e Marias, que em Portugal, na Grécia, em Espanha, em Itália e dos refugiados da Síria, Eritreia, Sudão e por esse mundo fora, vivem nas entranhas da pobreza extrema, tiveram as vidas demolidas pela crescente falta de humanismo no mundo - um mundo de fortunas nas mãos bárbaras de reduzida corja, que despreza  e multiplica a fome e o sofrimento nas bocas e nas almas de milhões. 
Sem rumo certo, solitário e sem sorte, lá vai caminhando José. "Para Onde?" Pergunta também o poeta, como todos os seres humanos de sentimentos sólidos formulam idêntica interrogação. 
Bom fim-de-semana!