sexta-feira, 5 de outubro de 2012

A voz de milhões na boca de Luísa Trindade

Lusa Trindade
Luísa Trindade imobilizada por seguranças no 5 de Outubro lisboeta
A cidadã Luísa Trindade, de 57 anos, contrariando os seguranças, acedeu ao local onde o município lisboeta promoveu a comemoração do 5 de Outubro – um refúgio no Pátio da Galé, em vez da Praça do Município, cenário tradicional  da celebração à vista de todos.
Luísa expressou a revolta contra as injustiças sociais, quando o PR usava a palavra. Os apologistas da segregação social e do politicamente correcto criticaram e ficaram chocados.
A corajosa mulher aufere 224 euros mensais e sobrevive à custa das ajudas do filho. Interpreto a contestação como a voz de cerca de 2 milhões de portugueses que tem também míseros rendimentos do género e, em muitos casos, nem sequer dispõem do auxílio de filhos ou de outros familiares.
O ministério de Mota Soares conhece bem esta realidade. Mas, em conjunto com os restantes membros do governo,  ignoram-na e ainda propagandeiam uma falsa política de emergência social. Percorram o país e ouçam o povo, sem a protecção de seguranças nem entradas pelas traseiras.
Luísa Trindade foi a voz desse povo, na presença de Cavaco Silva, o presidente que acaba por decidir demasiadas vezes em sentido contrário aos discursos que faz. Tamanha é a hipocrisia.