quinta-feira, 23 de junho de 2011

Berardo caçado, mas...

A notítica do jornal 'i' tem por título: 'Fisco caça Berardo'. O nosso (deles) Joe foi apanhado nas malhas da Inspecção Geral de Finanças.
Porém, neste País de episódios absurdos e de sucessivas imunidades de culpados (inimputáveis), espero que a 'opinião pública' venha a ser informada de que, efectivamente, o terrível Joe cumprirá com os pagamentos de IVA e de IRS em falta. Sempre são 129 mil euros, salvo, penso eu, juros de mora, compensatórios, coimas e custos processuais.
Reforço a ideia de que o País que soube que Berardo foi caçado, provavelmente não saberá se ele pagará as dívidas às Finanças. O legislado no Código do Processo Tributário, muitas das vezes não se aplica aos poderosos. Que o diga Carrapatoso que viu expirado o prazo de pagamento de uma dívida de 700 mil euros ao fisco.
Para os Serviços Finanças, há devedores e... devedores. Os de maiores fortunas podem dever, mas, bastas vezes, não pagam. Cortar nos salários da 'fp' e nos apoios sociais é mais fácil.