segunda-feira, 13 de junho de 2011

NOVO GOVERNO: Há Fumo Branco e... Nobre

Há notícias a garantir 'fumo branco' para Cavaco Silva indigitar Passos Coelho, como primeiro- ministro do XVIII Governo Constitucional. No texto, todavia, é revelado um obstáculo: Fernando Nobre. Portas recusa a atribuição da presidência da AR ao putativo médico.
Outras notícias, o Jornal de Negócios por exemplo, admitem que o líder do PSD poderá convidar Fernando Nobre para Ministro dos Assuntos Sociais.
Estranho País este, em que a organização política do Estado e desde logo a vida colectiva dependem de discussões à volta de uma personalidade turva,  de um Nobre destes; cujos princípios de coerência,  bom senso e respeito pela ética questionei aqui, em 25 de Janeiro de 2011, muito antes, portanto, do convite de PPC. E, de resto, voltei a referir  aqui, a propósito da irratibilidade de Nobre, no Sri Lanka, ao saber que, afinal, poderia ver-lhe recusado o cargo de presidente da AR, prometido por Coelho.
Ao estranho País, acrescento: pobre País o nosso, prisioneiro de carreirismos e de egoísmos desta horda de irresponsáveis, incapazes de sobrepor o interesse nacional  às ambições e projecções pessoais que os catapultam para a boa vida. Mesmo quando os juros da dívida pública sobem continuada e acentuadamente e  num cenário internacional de sérias ameaças, como esta que Nouriel Roubini admite como provável.