quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Iniciou-se mais uma novela na Justiça Portuguesa?

lino campos mendona
O trio investigado
A Polícia Judiciária – ou a '”Judite” como se dizia antigamente nos bares do Cais Sodré e em locais do género – visitou ontem as casas destas três ilustres criaturas. Dois ex-ministros, António Mendonça e Mário Lino, e um ex-secretário de estado, Paulo Campos. Um vogal do CA das Estradas de Portugal e uma ex-adjunta de Mendonça também foram alvos de idêntica acção.
As buscas estão aparentemente relacionadas com um inquérito crime às Parcerias Público-Privadas em curso no DCIAP e tiveram a honra de serem realizadas por gente de peso do nosso sistema judicial, como descreve o ‘Público’:
“O juiz Carlos Alexandre acompanhou os procuradores Vítor Magalhães e João Melo, bem como a Unidade anti-corrupção da PJ, nas buscas realizadas aos domicílios dos ex-governantes.”
Tenho o pressentimento de que, se houver matéria de facto para inculpar os investigados pelo Ministério Público, teremos mais uma novela sem fim na Justiça Portuguesa – como os casos BPN, ‘Face Oculta’, ‘Portucale’, ‘Submarinos’, ‘Freeport’ e outros em que os visados, por mera coincidência, são políticos.
(Um aparte: encontrei várias vezes Mário Lino na rua, e sabe-se lá porquê, sempre me pareceu uma personagem que, se Francis Ford Coppola tivesse conhecido, seria escolhido para contracenar com Al-Pacino. Mas, pensando bem, na nossa classe política, Coppola, se quisesse, poderia ter recorrido a tantas opções…)