sábado, 13 de agosto de 2011

Mullticulturalismo nos protestos em Israel?



A agitação em várias cidades britânicas, especialmente em Inglaterra, causou 5 mortos e deu lugar a mais de 1.000 detidos. No rescaldo dos acontecimentos, há trocas de 'galhardetes, entre o governo e a polícia. Com esta a enviar indirectas a Cameron que, a despeito da dimensão das turbulências, só ao final de 3 dias interrompeu as férias.
A crise no Reino Unido teve, porém, a virtude de quase ocultar esta outra em Israel, marcada por contestação social. Com participação massiva, e os tais acampamentos causadores de temores nocturnos à Helena Matos, jovens e seniores continuam os protestos de há um mês, contra as precárias condições económicas e sociais em que vêm vivendo.
Aos teóricos da 'negação do multiculturalismo', tão activos em relação aos motins em Inglaterra, é oportuno perguntar: "Então em Israel estes conflitos também são a derrota do multiculturalismo?" Não têm resposta. E, da parte dos nacionalistas, era muito interessante conhecê-la.