quarta-feira, 10 de agosto de 2011

Com Gaspar é sempre a andar!


Por mais que pense e repense, não consigo vislumbrar uma semelhança possível entre o padrão de vida de um ministro e o desempenho macronómico do País. Com base nesta constatação, irrefutável a meu ver, o texto da notícia só pode ser justificado por uma de duas razões:
(a) ou há propósito de devassa da vida do ministro,
(b) ou é intencional acto de propaganda populista da promoção do ministro.
Diz a jornalista que "Se Gaspar gerir o país como as sua finanças estamos safos". De onde se depreende que os outros ministros nada contam para a governação do país. Quais Coelhos, Álvaros, Relvas e os demais! Basta o Gaspar, porque 'Com Gaspar é sempre andar!'... Para onde? Ninguém responde?