segunda-feira, 13 de agosto de 2012

Os homens que suspeitaram do mordomo do Papa

desconfiados
Estes bem suspeitaram, na altura própria, de que Paolo Grabriele, o mordomo do Bento XVI, em conivência com o informático da Santa Sé, Sciarpelletti, andava no gamanço no Vaticano.
Avisaram, sem resultado, o Sumo Pontífice, toda a cúria romana, paróquias, arcebispados, bispados e outras estruturas eclesiásticas em vários azimutes. Desconfiados, não evitaram a surpresa pela notícia de decisão do julgamento de Gabriele por furto qualificado.
Prognóstico do desfecho do processo: pena suspensa, acto de contrição perante o Papa e a penitência de dez orações ao deitar.
Oremos também por esta “Santa Madre Igreja”!