sábado, 3 de setembro de 2011

Ufa! Finalmente Santana aceitou


No processo de nomeação de Santana Lopes para Provedor da Santa Casa da Misericórdia, reúnem-se diversos ingredientes indispensáveis a uma história literária ou cinematográfica de sucesso; ou seja, o perfil do personagem, o mistério da escolha e a suspense do desfecho - Santana aceitaria ou não?
Mas atenção, apenas os ingredientes citados não são suficientes. Falta atingir o fim da história. Está por saber se o diletante político acumulará ou não as funções de Vereador da CML com as de Provedor da SCML; e se, de facto, renunciará a remunerações neste último cargo. Provavelmente, sobre esta última dúvida, só lá para as calendas gregas se fará luz. 
Bom, não nos deixemos enredar em minudências. O importante no momento é que Santana aceitou o cargo de provedor e, com esse generoso acto, pôs fim ao pungente sofrimento de muitos portugueses, submetidos a ansioso suspense da decisão do convidado. 
Quanto ao desempenho esperado, não haverá nem mistério nem suspense. O curriculum de Santana Lopes, em especial as presidências do Sporting, da Câmara da Figueira da Foz, do Município de Lisboa e o cargo de Primeiro-Ministro falam por si.
Parabéns Santana, estás safo e o País beneficiará muito. Bolas, finalmente a ansiada resposta!

(ADENDA: Entretanto, segundo esta notícia, Santana Lopes já confirmou que manterá as funções de Vereador da CML e que não será remunerado pelo cargo de Provedor. Prometeu, no entanto,  esclarecimentos posteriores sobre este último ponto. Aguardemos!)