domingo, 27 de maio de 2012

Portugal: comportamentos de bom aluno

somos bons alunos
Fonte:Juxtapoz
Ainda há dias estivemos sob avaliação da ‘troika’. Classificaram-nos, de novo, de ‘bons alunos’; a grande distância dos ‘cábulas’ gregos, diz-se.
Problemas de desemprego? Estar desempregado é sempre uma oportunidade de, sendo enfermeira(o) ou de outra profissão qualificada, encontrar alguém disponível para lhe dar casa, comida e roupa lavada. A solução está encontrada e o estigma desvaneceu-se.
Ser pobre e ter fome não inquieta o governo. Os pobres e esfomeados que se desembaracem! Os outros oitenta por cento dos portugueses, através do Banco Alimentar, que os ajudem, pois é esse o seu dever.
Mas, saiba-se ainda que, na verdade, do que o País beneficia, incluindo da fama de ‘bom aluno’, é de quem se esfalfe, dias a fio, a vender produtos portugueses em distantes paragens da Ásia e da Oceânia. Um qualificado ‘caixeiro viajante’ é-nos sempre útil. O ‘staff’ trás as pastas carregadas de encomendas.