quarta-feira, 9 de maio de 2012

As convicções dos incompetentes

Da incompetência, da teimosia neoliberal de disseminar pobreza e miséria nos países em que governa, apenas quem não quer ou é incapaz de perceber tem dúvidas do efeito da austeridade. Na Europa, ao que parece em mudança, ainda há países e regiões, como a Ibéria, onde subsiste e domina a ideologia do monetarismo, dos números orçamentais, sem que aos políticos no poder incomode a destruição social e económica das sociedades que (des)governam.
O ardiloso e presunçoso Passos Coelho, no final da cimeira ibérica, teve o arrojo de afirmar:
Cegueira, maldade ou estupidez? Talvez um pouco de tudo e, nisto, esteve bem acompanhado pelo demagógico Rajoy que, tal como ele, está a fazer o contrário do que prometeu ao povo espanhol – deu-se ao luxo de gozar, numa cimeira europeia, com prometidos protestos perante a ameaça de liberalização das leis laborais. Quem quiser ver com olhos de ver, sabe de ciência certa que essa é uma das causas da desastrosa expansão do desemprego – 24,44%, mais de 5,6 milhões de desempregados, actualmente.

Enfrentar com determinação a lógica do capital de casino, dos paraísos fiscais e os efeitos sobre o Velho Continente da deslocalização de empresas internacionais para regiões onde impera o ‘dumping’ social, enfrentar e vencer tudo isto, diga-se, é coisa que não querem. Bebem as ideias na mesma fonte da teoria da ganância, da financeirização do sistema e da insensibilidade aos problemas de hordas de pobres e desvalidos.
Por cá, e acrescentando que Hollande não influirá nas políticas dos países ibéricos, Passos assegurou, pois, a continuidade das políticas através das quais o próprio Gaspar já criou um imbróglio nas contas macroeconómicas que o levou a dizer que não mente, não engana nem ludibria o povo português. Os psicólogos dizem que um dos sintomas patológicos dos mentirosos é a preocupação de garantir que não mentem.
E nós sujeitos a esta canalha!
Da cimeira, de concreto e substantivo, saiu exactamente zero. Sabem quanto valem? Zero!