sábado, 30 de junho de 2012

Défice de –7,9% no 1.º Trimestre previsível, diz Relvas

RelvasAs gentes de Mação, perto de Abrantes e de Tomar não distante, viveram um dia de suprema felicidade.
Foram visitadas pelo preclaro ministro Relvas, de quem ouviram sábias palavras:
Dito por Relvas, é juízo sagrado: mesmo que não fosse passava a ser previsível, o que, de facto, tranquiliza um País inteiro, e por maioria de razão a população de Mação.
Relvas é um homem que escolhe sempre com sabedoria os locais que visita. Seja no Aeroporto de Lisboa com a selecção, seja com o povo  em Mação.
A mesma arte não tem o companheiro Álvaro que, na pacata Covilhã, foi vexado à grande e à canadiana. Trabalhadores que viram eliminados 700 postos de trabalho em Castelo Branco não lhe pouparam vaias e outras manifestações mais duras.