domingo, 24 de junho de 2012

A Vossa Excelência Reverendíssima, D. Bargalló

A Vossa Excelência Reverendíssima, D. Bargalló, vítima de paixão e de apetites sexuais vedados ao clero pela Santa Madre ICAR,
A Vossa Excelência Reverendíssima, D. Bargalló, que sob calores mexicanos e demoníacos foi tentado pelo pecado; afinal, tão disseminado na ICAR e no Vaticano, onde se representa, desde há séculos, a pantomina do falso representante de Jesus Cristo, e respectiva corte, entre os humanos,
A Vossa Excelência Reverendíssima, D. Bargalló, bispo de pecaminosa afronta aos deveres do celibato e de aventuras contrárias a regras canónicas, e para mais na qualidade de presidente da Cáritas Latina-americana,
A Vossa Excelência Reverendíssima, D. Bargalló, pela última vez me dirijo, para lhe dedicar a voz sofrida da saudosa Mercedes Sosa, argentina de São Miguel de Tucumán, cujo título ‘Cancion para un Niño en la Calle’, oxalá!., o faça expiar, em castigo de consciência, a pena do abandono a calamidades sociais severas dezenas e dezenas de milhares de crianças latino-americanas a quem a Cáritas, dirigida por Vossa Excelência Reverendíssima, jamais valeu.