sexta-feira, 8 de junho de 2012

Passos Coelho pregou aos bovinos



A imprensa nacional, jornais e TV, anunciam que amanhã, Sábado, Espanha formalizará à Europa o pedido de ajuda financeira para solucionar – ou minimizar? – a descapitalização e falta de liquidez da banca espanhola. O jornal ‘Público’ divulga detalhes sintomáticos:

[…] os ministros das Finanças dos 17 países da zona euro terão no sábado uma reunião por teleconferência para discutirem o pedido espanhol de um pacote de ajuda, apesar de ainda não ter sido definido qualquer valor.

Jornais espanhóis de grande tiragem,
‘El País’ e ‘ABC’, citando a ‘Reuters’ e ‘Bloomberg’, confirmam que Espanha está em vias de pedir ajuda à Zona Euro, com vista ao resgate dos profundos desequilíbrios de bancos espanhóis. O FMI, que raramente acerta no que afirma e programa, quantifica em 40 mil milhões de euros o valor das necessidades. Outras fontes admitem serem necessários entre 60 e 100 mil milhões.

A Fitch, como se sabe, desqualificou a Espanha com uma notação ‘BBB’, dois níveis abaixo da anterior ‘A’.

O nosso PM, Passos Coelho, profeta e autor inconfesso de desgraças travestidas de sucesso, na Feira Agrícola de Santarém, pregou ao bovinos:
“Não há em Espanha uma situação económica que inspire intranquilidade…” 
    
Isto, afiançado por ele, deve deixar os portugueses, não os bovinos, muito mais preocupados.